Palavra | objeto | desenho

Investigo a palavra como gesto que nega o texto, contrariando a ideia de verdade, de documento ou conhecimento. Os objetos das minhas instalações são vulneráveis e demonstram a sua relação com o desejo ou a frustração. O desenho é lugar de expurgo, linguagem pré-verbal que nunca acaba de ser dita. As linhas conduzem a um permanente estado do estar sendo e vir a ser. 

qual é o caminho?

Untitled

biblioteca

biblioteca#4.jpg

inutilitários - techné

inutilitários - tecnhé

inutilitários - objetos de uso

objetos de uso (2).JPG

hmmmm

20171205_194557.jpg

em verbo

6

inutilitários - A mesa posta

inutilitários_-_o_uso.jpg

inutilitários - o ar que respiro

IMG_0533.jpg

Se a perda da individualidade é de certa maneira imposta ao homem moderno, o artista lhe oferece uma revanche e a ocasião de encontrar-se.

Lygia Clark