eu_edited.jpg

Célia Barros

Artista visual, curadora e educadora.

Mestre em Produções artísticas e investigação pela Facultat de Belles Arts da Universitat de Barcelona. 

 

Desenvolve projetos de exposições onde articula ações de curadoria, expografia e mediação em arte contemporânea. Cocriadora do projeto Pausa Onírica, onde investiga as relações entre arte e saúde, arte e imagem, arte e co-autoria.

 

Atuou como professora nos cursos de Artes Visuais e Artes e Mídias Digitais na Faculdade de Educação e Arte da Universidade do Vale do Paraíba entre 2018 e 2021.

Integrou a equipe permanente da Fundação Bienal de São Paulo de 2013 a 2015 como Palestrante e Produtora de Conteúdo, tendo atuado no Programa Educativo da mesma instituição em 2016, 2018 e 2021. Em 2015 foi Coordenadora Pedagógica do projeto "Lugares" de Stela Barbieri em três instituições do Sesc São Paulo.

Como curadora destacam-se as exposições “Xilograficamente” na Galeria de Artes Visuais - SESI (2021) “Madeira Nova” no Sesc São Carlos/SP (2019), 14º Salão Nacional de Arte de Itajaí na Fundação Cultural de Itajaí/SC (2018), “pedras são preciosas” em Botucatu/SP selecionado para o Edital ProAC – Obras e exposições (2016), além dos projetos “Curadoria Coletiva” e “Eles somos nós” com o apoio do SISEM/SP (2014) e do ProAC-Difusão de acervos museológicos (2015) desenvolvido em várias cidades da região de Sorocaba. Atua como produtora executiva em diversos projetos culturais do Vale do Paraíba com elaboração de projetos e prestação de contas.

Como artista visual teve o projeto Inutilitários premiado pelo Edital SESI-SP Galeria Artes Visuais (2013) e na residência artística Oficinas do Convento em Montemor-o-Novo (2010) que envolve cerâmica, video e instalação. Em 2021 recebeu o Prêmio por histórico de Realização em Artes Visuais com o projeto Desenhos Ocultos pelo Edital ProAC LAB.

- CV completo

- Portfolio Curadoria

- Portfolo Artes Visuais