Exposições
individuais

Entendo a exposição como processo mais do que sucesso ou apresentação. Erros e desvios precisam ser entendidos como pensamento, caminhada sem ponto final. 

 

Para que serve uma exposição? É frequente sentir que a exposição como um todo é uma encruzilhada de perguntas.

 

Montar uma exposição é criar espaços ou situações onde seja possível transgredir padrões convencionais para criar interlocuções entre públicos e agentes da cultura. Isso significa que a curadoria de uma exposição individual implica em uma co-autoria, ou seja, uma interlocução que vai muito além da escrita de um texto ou de uma seleção de imagens.

Se a perda da individualidade é de certa maneira imposta ao homem moderno, o artista lhe oferece uma revanche e a ocasião de encontrar-se.

Lygia Clark